Vídeo: Desafio VCLIVE – Buraco das Araras (GO)

O Vida Candanga e a Itakamã fizeram essa matéria muito legal sobre o Buraco das Araras (GO). Um lugar incrível para os amantes do Rapel, da escalada, da escalaminhada, do canionismo e do espelhoturismo. Um lugar pra quem curte a Natureza e não dispensa uma boa dose de aventura com muita segurança e com um guia especializado com anos de experiência na área, assim foi o nosso “Desafio VCLIVE” com a Itakamã no Buraco das Araras…Um programa do núcleo SmileWorkStudios.

——————————————————————————————————

Beleza pra quem tem coragem Há 123 km de Brasília, na região de Formosa (GO), está um dos mais buscados destinos para quem procura aventura e lazer. O motivo é simples: Uma descida de rapel de mais de 70 metros de altura com direito a um cenário espetacular que, com uma dose de adrenalina, se torna inspiração até para os mais receosos.

O Buraco das Araras é, hoje, um paraíso no coração do cerrado e ponto de encontro de ecoturistas e amantes de esportes radicais. Além de visual praticamente intacto em relação a ações do homem, os visitantes podem entrar em uma caverna com aproximadamente 100 metros de largura e 130 metros de profundidade. Ao longo dos anos o local sofreu alterações naturais em sua estrutura com a passagem de água dos lençóis freáticos da região.

Ao descer os 70 metros de rapel, o turista entra em contato com vegetação de Mata Atlântica e várias espécies de aves e insetos. O instrutor Maurício Martins, que pratica o esporte há quase 20 anos, explica que o local era santuário de várias araras, por isso foi dado esse nome à região. “Aqui tinham muitas araras, além de outros animais selvagens. Mas os visitantes começaram a espantá-los. Muitas pessoas vêm pra cá e ficam gritando e fazendo bagunça. É realmente uma pena”, lamenta.

A descida de rapel é só início do passeio. Por dentro da mata, uma trilha de aproximadamente 300 metros dá acesso à entrada de uma gruta estreita. O caminho deve ser percorrido com lanternas e o máximo de cuidado, pois não há incidência de luz externa. A comparação com cenas de filmes hollywoodianos é inevitável. Os visitantes tem que passar por caminhos apertados e tatear as paredes de pedra para se equilibrarem. Mas a recompensa chega logo. Um lago subterrâneo de água cristalina e o silêncio intacto do local permitem que os visitantes se refresquem e descansem.

A estudante Gabriela Miyasaka esteve pela primeira vez no Buraco das Araras e garante: “Vale muito a pena conhecer o lugar”. Apesar de já ter praticado rapel, ela diz que nada se compara a experiência de ter estado no Buraco das Araras. “Eu sempre quis entrar em uma caverna assim. Eu fiz rapel com o corpo de bombeiros uma vez, mas não tinha essa vista maravilhosa, esse contato com a natureza”, conta.

Na volta, mais uma prova de coragem. Para subir o paredão de 70 metros, os turistas tem que praticar uma escalaminhada, uma escalada com alguns trechos de caminhada, sempre usando equipamentos de segurança específicos. Ao chegar no topo, mais uma prêmio para quem enfrentou tantos desafios. Uma vista panorâmica do Buraco das Araras revela a grandiosidade dos encantos naturais do planalto central. A paisagem também traz a certeza que diante de tanta beleza, um dia no Buraco das Araras é pouco.

Por Bruno Lima

*Foto: Gabriela Myasak/VCLIVE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.